Produtores rurais investem no manejo da cana-planta, aumentam produtividade e reduzem custos



Embora seja considerada uma cultura de fácil condução, a cana-de-açúcar está longe de ser uma atividade simples de lidar, pelo menos, para quem busca alta rentabilidade. É justamente na operação mais custosa da atividade que está o ponto de partida para conquistar altas produtividades e conseguir aumentar a longevidade do canavial. A Coopercitrus viabiliza oportunidades para que os agricultores melhorem seus resultados na produtividade e nos custos de produção.

Os produtores rurais que investem na agricultura de precisão e no manejo na fase da cana-planta têm garantido excelentes resultados. É o caso da família Garcia, que aumentou em 30% produtividade na área de 220 alqueires de cana-de-açúcar em Coroados, SP. “Esse ano foi o primeiro plantio que investimos na tecnologia e seguimos o manejo indicado pela Coopercitrus. Pretendemos continuar investindo em mais tecnologia e no manejo bem-feito. A nossa estimativa é que os resultados melhorem ainda mais na próxima safra”, projeta Rodrigo Fabrício, que administra a propriedade.

Os cuidados no cultivo garantiram ao casal de agricultores Zezinho e Nara Ravazzi, de Catanduva, SP um salto na qualidade e na longevidade do canavial. “Hoje, temos canavial com seis, sete e até 12 cortes, mas já tivemos com 15”, conta Zezinho, que atingiu média de produção de 100 toneladas de cana por hectare na safra 2021, mesmo enfrentando geadas. “O plantio tem que ser bem-feito, porque é como construir uma casa, se fizer o alicerce errado, vai dar problema” reitera o produtor.

Nos últimos dois anos, o cooperado investiu na sistematização de área com o GeoCoopercitrus Vant. Com esse serviço o produtor conseguiu aproveitar melhor a área de plantio, colocando mais cana por hectare, além de reduzir as manobras nas operações mecanizadas. Satisfeito com os resultados na lavoura, Zezinho irá continuar investindo em tecnologias para otimização de custos. “Na próxima safra, vamos trabalhar com o Geofert, para fazer a análise do solo com georreferenciamento e depois fazer uma correção mais eficiente”, planeja. Seguindo à risca todas as orientações e fazendo o planejamento de insumos com o time da cooperativa, o cooperado conseguiu economizar 30% nos custos de produção na última safra, elevando a rentabilidade.

O plantio e o manejo na cana-planta é a etapa mais importantes da cultura, pois interfere diretamente na produtividade, longevidade e nos custos de produção. “A cana-planta é o maior custo por hectare que o produtor terá que realizar no ano. Trata-se de um investimento que terá efeitos que podem perdurar pelo ciclo total da cultura (em média seis anos). Então, se o produtor não investir no início do plantio, além de não ter os resultados desejados em termos de produtividade poderá gastar ainda mais para fazer o replantio ou até mesmo ter que renovar o canavial mais cedo”, analisa o especialista em cana da Coopercitrus, Adriano Veronez.

O desafio, portanto, é ganhar eficiência, produzir mais, aproveitando melhor as áreas, racionalizando custos e mantendo a qualidade do solo, com baixo impacto ao meio ambiente. Um bom plantio, segundo Veronez, requer preparo adequado de solo e o manejo nutricional: “Realizar levantamentos de ambientes de produção e análise de solo para entender como a área está fisicamente e quimicamente é fundamental para o sucesso da produção.

A Coopercitrus torna as novas tecnologias mais próximas e acessíveis dos cooperados. Dotada de serviços especializados e equipe técnica qualificada, a cooperativa oferece um completo portfólio de serviços de agricultura de precisão à disposição do produtor rural.


Conheça algumas dessas soluções.


Geofert

O que é: Serviço de amostragem de solo georreferenciada


Para que serve: Fazer a coleta de amostras de solo em pontos georreferenciados, gerando mapas de fertilidade, que indicam as características e a variabilidade do solo em cada região da propriedade. Ele é ideal para promover uma correção mais eficiente, melhorar a gestão de insumos e aumentar o potencial produtivo por área.


GeoCoopercitrus Vant

O que é: Serviço focado na sistematização de plantio por meio de imagens geradas por Vant (veículo aéreo não tripulado).


Para que serve: Captar, por meio de um voo pela propriedade, imagens aéreas georreferenciadas, que darão origem a mapas e ortomosaico de alta definição. Com a sistematização, é possível levantar todo planialtimétrico da área, projetar um melhor sentido de plantio para aumentar a área produtiva, traçar rotas para operações mecanizadas para reduzir as manobras de máquinas e simular fluxo de enxurrada para combater a erosão.


Aplicação de corretivos


O que é: Serviço de aplicação de corretivos de solo em taxa variável ou fixa


Para que serve: Aplicar precisa e inteligentemente os insumos, que são distribuídos na dose certa, diretamente nas linhas, evitando desperdícios e maximizando o potencial produtivo das culturas.


Spray Drone

O que é: Pulverização localizada por meio de drone


Para que serve: Aplicar os defensivos no local exato das infestações de plantas daninhas, utilizando dados de mapeamento georreferenciado. Além disso, otimizar o uso de defensivos e fazer o controle em áreas de difícil acesso, com precisão nas operações, rapidez e melhor custo-benefício.


Fonte: noticiasagricolas