top of page

Embratel lança solução de inteligência artificial para gerenciamento de plantas daninhas em soja e cana-de-açúcar



A Embratel acaba de lançar o Smart Field by Cromai, uma solução inovadora de Inteligência Artificial (IA) voltada para a detecção e classificação de plantas daninhas em plantações de soja e cana-de-açúcar. Baseada em algoritmos de aprendizado profundo (Deep Learning), essa ferramenta permite aos agricultores identificar a localização exata e o tipo de erva invasora, possibilitando um manejo mais eficaz e sustentável.

A tecnologia funciona a partir de imagens aéreas capturadas por drones. A Inteligência Artificial analisa esses dados com base em um sistema de aprendizado profundo que possui mais de 150 milhões de referências para comparação de cores, formas e texturas. Com isso, o Smart Field by Cromai pode identificar e categorizar diversas espécies de plantas daninhas, desde gramíneas a trepadeiras e folhas largas, permitindo uma tomada de decisão mais informada.

As análises são apresentadas aos agricultores em uma plataforma interativa, onde é possível visualizar mapas georreferenciados que indicam os pontos exatos das plantas daninhas e a intensidade da infestação. Com essa informação, os produtores podem aplicar herbicidas apenas onde necessário, reduzindo custos e impactos ambientais. A parceria entre a Embratel e a Cromai, startup especializada em IA para o agronegócio, também permite uma equipe de suporte técnico para integração e configuração da solução com os drones dos clientes.

Adriano Rosa, Diretor-Executivo da Embratel, destaca que a solução deve se expandir para outras culturas em breve. "O Smart Field by Cromai é ideal para apoiar a escolha do defensivo certo para cada planta daninha, evitando problemas futuros de infestação. Além disso, ele contribui para o preparo do solo para novas safras, já que o uso incorreto de herbicidas pode afetar a produtividade e o meio ambiente", ressalta.

Outro benefício do Smart Field by Cromai é a possibilidade de transformar os dados obtidos em mapas de pulverização detalhados, que podem ser usados em diferentes modelos de drones e pulverizadores. Isso significa que a aplicação de defensivos pode ser feita de maneira automática e precisa, otimizando as operações e liberando os trabalhadores para outras tarefas mais estratégicas.

Eduardo Polidoro, Diretor de IoT da Claro, destaca que a solução está em constante evolução, aprimorando sua capacidade de visão computacional à medida que processa mais dados. Com isso, a confiabilidade das análises aumenta com o tempo, garantindo maior assertividade. Ele também ressalta que a oferta amplia o portfólio da Embratel para o agronegócio, trazendo mais transformação digital ao campo.

Além dos produtores agrícolas, outras organizações também podem se beneficiar do Smart Field by Cromai. Empresas de engenharia agrícola, fornecedores de máquinas e vendedores de herbicidas podem integrar a tecnologia em seus serviços, oferecendo soluções mais analíticas e eficientes a seus clientes. Instituições de seguros agrícolas também podem usar a solução para avaliar riscos e oferecer coberturas mais personalizadas com base no estado das lavouras.

Com essa inovação, a Embratel busca trazer um novo patamar de eficiência e sustentabilidade para o agronegócio brasileiro, proporcionando soluções mais inteligentes e práticas para o manejo das plantações.

Fonte: Portal do Agronegócio

Comentários


bottom of page