Brasil exporta mais de 500 milhões de litros de etanol no 1º trimestre de 2021


Em março, vendas para o mercado externo somaram 202,61 milhões de litros, alta anual de 195,7% O volume de etanol exportado mensalmente pelo Brasil voltou a crescer em março após quedas registradas entre novembro e fevereiro. No mês, a quantia enviada pelas usinas brasileiras cresceu 32,1% ante fevereiro e 195,7% na comparação com o mesmo período de 2020. Este também é o resultado mais elevado para o março desde os 207,1 milhões de 2016. Além disso, no acumulado de 2021, as exportações de etanol chegaram a 542,66 milhões de litros, 83,3% a mais do que no primeiro trimestre do ano passado. No período, os principais destinos do biocombustível foram: Coreia do Sul (258,24 mi L), Estados Unidos (77,23 mi L), China (55,04 mi L), Países Baixos (37,48 mi L) e Japão (19,4 mi L). Os dados detalhados deste mercado foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Economia. De acordo com os números, o preço médio do etanol exportado em março foi de US$ 486,05 por metro cúbico, 20,6% abaixo dos US$ 612,21/m³ vistos um ano antes. Apesar desta redução, o maior volume comercializado proporcionou um aumento de 134,8% na receita, que chegou a US$ 98,48 milhões. No acumulado de 2021, por sua vez, a receita com as vendas de etanol foi de US$ 255,08 milhões, o que representa uma elevação de 48,8% na comparação anual. No período, o biocombustível foi comercializado a um preço médio de US$ 470,06/m³, queda anual de 18,8%. Fonte: NovaCana